terça-feira, 3 de junho de 2014

17. s/título 8

AUTOR: ADIASMACHADO
Acrílico s/tela
50x70cm


anoitece
chegam as vozes
que sussurram carências
arrefece o sangue
e dissolve-se a alma
em múltiplas demências

por uma lucidez calma
tão alheia ao céu, adentro
rompe-se o pensamento
em húmidos olhares, tecidos
corpos rendilhados em rios
afluídos noutro sentimento

podes até falar-me
da matéria e da carne
mas ouço sem escutar

tenho nas lágrimas
o alimento
e sei ver sem olhar

se sussurras
eu grito

sei de vozes que me ouvem
em tumultuoso desejo aflito
pedir à vida que regresse

eu choro
sou eu
e amanhece

Carina Flor

Sem comentários:

Publicar um comentário